16 de setembro de 2021
Campo Grande 32º 21º

ACUSAÇÕES | DOURADOS

Candidata a vereadora, dona de 'puteiro' em Dourados nega extorsão de clientes

"Até esses vagabundos são meus clientes", diz sobre adversários

A- A+

A candidata a vereadora em Dourados, Isa Marcondes (Podemos), que também é empresária, dona de uma ‘zona’ no município sul-mato-grossense, relata em suas redes sociais ser alvo de mentiras e chegou a revelar que seus adversários que lhe atacam, são também seus clientes na zona. “Eu tenho minha casa há anos, até eles, essa cambada de ladrão são os meus clientes”, ela ainda ameaça: “Quando alguém me deve eu posto no Facebook e eles vão ver o que vou fazer com eles lá”, veja abaixo:   

Em outra postagem, Isa se defende de acusação de que estaria oferecendo vantagens à eleitores em troca de votos.

“(sic) A cambada de ladrão tão falando que eu tô dando gasolina, que eu tô dando dinheiro é tudo mentira. Se a cambada de ladrão falar para vocês pega eles e traz na minha frente, eu quero ver se eles são homens, porque eu tenho coragem de falar quem tá dando a gasolina na cara dos vagabundos, dos ladrão, porque eles estão, e tá vindo mala e mala de dinheiro para comprar o povo douradense. Mas povo douradense, eu vou ensinar uma coisa para vocês, pega o dinheiro deles, pega sim! E faz igual eles fazem com nós a anos, vamos meter o pé na bunda deles, e vota em mim, porque eu vou lutar por nossos direitos”, diz a candidata em vídeo na sua rede social.

Veja abaixo:

Essa é 1ª- vez que Isa Marcondes entra oferecendo seu nome no município. Ela, se eleita, prometeu doar 50% do salário de vereador para promoção de projetos sociais. "A mudança vai começar por mim, porque aqui, eu não vou ficar quieta não", diz a candidata em postagem feita em 14 de outubro, desferindo críticas aos vereadores que, segundo ela, não fizeram nada apelo município durante a pandemia.  

Procurada pela reportagem para comentar o caso ao telefone, Isa ficou bastante receosa e pediu que, para continuar o contato o repórter lhe enviasse mensagem no WhatApp. Porém, antes disso, ela confirmou ser alvo de mentiras e diz que Dourados precisa mudar, pois para ela há muita sujeira.  

PASSADO DO VEREADO 

O histórico de vereadores em Dourados traz desesperança à população que assistiu há 10 anos atrás a “farra das propinas”: ocasião que em investigação da Polícia Federal foram afastados 9 vereadores douradenses, a grande maoria dos partidos Democratas (DEM), PSDB e PDT. O número de pessoas indiciadas pela Polícia Federal (PF) naquele ano no mesmo processo sobre os vereadores chegou a 60. Entre elas estavam o prefeito Ari Artuzi (sem partido), o vice-prefeito, cinco secretários da prefeitura, funcionários municipais e empresários. Os crimes atribuídos a cada um deles eram de formação de quadrilha, corrupção e licitações públicas fraudulentas.

A esperança dos douradenses em 2020 está em qualquer nome novo que possa trazer um pouco de possibilidade a gestão pública naquele município.