17 de janeiro de 2021
Campo Grande 26º 23º

Chocolate permanece PP e, ao contrário de Alex, não confirma adesão à base de Bernal

O vereador Waldecy Chocolate (PP) afirmou na manhã de hoje que não cogita a possibilidade de se desfiliar do Partido Progressista e aderir a outra sigla partidária. Segundo ele, caso tivesse o interesse em deixar o partido não teria recorrida judicialmente contra sua expulsão. “Vou continuar no PP, até porque se eu fosse trocar de partido não teria ido até a justiça para recorrer contra minha expulsão”, disse. No final da tarde de ontem, o juiz da 1ª Vara de Fazenda Pública e de Registros Públicos de Campo Grande, Nélio Stábile, concedeu ao vereador uma liminar que suspendeu sua recente expulsão do PP, fato que foi muito comemorado por Chocolate. “Fico feliz com a decisão, pois o juiz entendeu que não houve motivo para eu ser expulso, além disso, agora todas as lideranças do PP já estão cientes do meu retorno”, conta. Chocolate aproveita para esclarecer as recentes declarações do vereador Alex do PT que ontem, em entrevista exclusiva  ao MS Notícias, afirmou que Chocolate estaria cada vez mais próximo da base aliada do prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal(PP), e que seu apoio ao líder municipal estava praticamente fechado. “Não tenho nada fechado em lugar nenhum, continuo sendo independente e trabalhando sozinho, eu e Deus”, disse. Mesmo com todos os desgastes na relação entre Chocolate e Bernal, que também é presidente do PP no Estado, o vereador acredita que não terá problemas em dar continuidade ao seu trabalho dentro da sigla. “Sou vereador por Campo Grande, minha tarefa é encaminhar os problemas da cidade ao executivo. O prefeito não tem que me atender, o serviço dele é atender a população que clama por bem feitorias”, relata. Clayton Neves