14 de agosto de 2020
Campo Grande 35º 22º

Chocolate diz que tem opinião própria e que partido não pode manipulá-lo

Clayton Neves

O vereador Waldecy Chocolate (PP) disse na tarde que tem direito a ter sua própria opinião e que não cabe ao seu partido decidir por ele. “Se fui eleito tenho o direito de opinar e o partido não tem que me manipular, não sou uma marionete”, disse.

Hoje pela manhã o vereador causou tumulto durante a votação que decidiu a abertura de uma Comissão Processante que vai investigar possíveis irregularidades na administração do prefeito de Campo Grande Alcides Bernal. Chocolate que faz parte da base aliada à Bernal votou a favor da abertura da processante.

Questionado sobre os motivos que o levou a votar contra Bernal Chocolate foi direto. “Votei porque isso dá o direito do prefeito se defender, quem julga é a justiça, eu apenas dei o direito que ele tem de se defender”, relata.

Sobre os a possibilidade da abertura de um processo por infidelidade partidária contra, tendo em vista que o vereador contrariou a posição do partido, que é o mesmo do prefeito, Chocolate parece estar tranquilo. “Não recebi nada oficial, porém se chegar a acontecer é perseguição contra a minha pessoa, não sou funcionário do prefeito e sim do povo”, afirmou.