08 de agosto de 2020
Campo Grande 31º 17º

Deputado diz que Agetran omite fiscalização no trânsito da Capital

Tayná Biazus

O deputado estadual Lídio Lopes ( ex- PP), levou à tribuna da AL (Assembleia Legislativa) de hoje a preocupação em relação a violência no trânsito da Capital, que só em agosto teve os índices de atropelamento 14% maior em relação ao mesmo período do ano passado. Somente no mês de agosto foram registradas 13 mortes. O assunto foi levado a AL para que sejam cobrados das autoridades municipais ações e campanhas educativas para diminuir o número de acidentes.

O deputado demonstra também indignação por parte dos serviços realizados pela Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito) e pelo Detran ( Departamento Estadual de Trânsito), do Estado.

De acordo com Lídio, a Agetran não está colaborando com a realização de campanhas, e isso é necessário para que motoristas imprudentes comecem a ter consciência do perigo que está o trânsito de Campo Grande, que lota corredores de hospitais, como é o exemplo da Santa Casa da Capital que não possui vagas para cirurgias decorrentes de acidentes de trânsito.

Em relação ao Detran, Lídio cobra maiores informações e maior comprometimento no momento de passar instruções aos motoristas. Grande preocupação é em relação aos motociclistas, que hoje somam 140 mil, e desses, 40 mil não são habilitados.

Lídio também cobra da Agetran, uma melhor sinalização das ruas de Campo Grande. “As principais ruas da cidade são bem sinalizadas, mas e as outras que não possuem placas, não têm sinalização no próprio asfalto de faixas de segurança e indicações de pare? São nessas ruas que se encontram os principais e mais graves acidentes.” E complementa dizendo que 70 escolas do município deveriam estar sinalizadas, como pede a lei municipal, porém, a Agetran sinalizou somente 15 delas.

Para os deputados Onevan de Matos e Marcio Monteiro, ambos do PSDB, os maiores responsáveis pelos acidentes na Capital são os motoristas que dirigem embriagados, que avançam o sinal vermelho, conversam ao celular no momento em que dirigem. Os deputados tem consciência que ainda há falhas em relação à fiscalização e sinalização, porém esse não é o principal motivo que ocasionam os acidentes.

O deputado Lídio confirmou que irá realizar uma audiência pública neste semestre, para que o assunto seja discutido na AL.

Futuro: O deputado Lídio Lopes está analisando para que lado vai caminhar. De acordo com o deputado, ele teria recebido convites para ingressar em todos os partidos. O único que não o convidou foi o PT. Segundo Lídio, tudo tem que ser muito bem estudado antes de qualquer decisão.