08 de agosto de 2020
Campo Grande 31º 17º

Deputados petistas aprovam recuo da comissão processante

Os deputados petistas aprovam a decisão da comissão processante de avaliar por mais tempo o pedido protocolado pelos empresários Luiz Pedro Gomes Guimarães e Raimundo Nonato de Carvalho de afastamento do prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP).

De acordo com o deputado estadual Laerte Tetila (PT), o ato foi coerente já que uma medida como essa não deve ser tomada sob pressão. “A administração é pluridimensional. Até agora ninguém falou em desvio de verba ou corrupção. Esse adiamento pode fazer com que a mesa busque subsídios para sanar o erro. Os documentos podem ser revistos, pode haver uma melhor análise”, declarou.

Ainda assim, o deputado Cabo Almi (PT) vê a comissão que investiga possíveis irregularidades na atual administração municipal com desconfiança. “Se a oposição quiser achar o erro, ela vai cavoucar até encontrar alguma coisa”, acusou. Segundo ele, o prefeito já apresentou novos fatos em sua defesa, mas não convenceu “aqueles que querem caçá-lo”.

Almi ainda afirma que a crise atual é resultado de “um acumulo de insatisfações do legislativo em relação ao executivo” que se transformou numa “queda de braço” entre prefeito e vereadores. Para ele, a tentativa de cassar o Bernal não tem o apoio da população, tanto que não houve manifestações nas ruas como aconteceu no mês julho pela redução da tarifa de ônibus.

Diana Christie e Tayná Biazus