21 de outubro de 2020
Campo Grande 29º 21º

Deputados são contrários a aliança PT - PSDB

Após a confirmação do prefeito de Corumbá e atual presidente do PT (Partido dos Trabalhadores) de Mato Grosso do Sul, Paulo Duarte, sobre a reunião na próxima semana entre o presidente nacional do PT, Rui Falcão e o senador e pré-candidato do PT ao governo do Estado, Delcídio do Amaral, onde uma das pautas será a possível aliança entre o PT e PSDB no Estado, os deputados estaduais petistas não concordaram com o que será discutido.

De acordo com o deputado Amarildo Cruz, provavelmente a direção nacional não irá aceitar esse acordo, visto que, os partidos são oposição nacional, apesar de poder ser considerado um “caminho”. Para Amarildo, a intenção é ganhar o governo e que a aliança não será aceita pela população. “O PSDB é o principal partido de oposição à presidente Dilma Rousseff”, afirmou.

Também foi destacada a dificuldade que a aliança poderia trazer no momento de governar o Estado, caso o pré-candidato ao governo, Delcídio do Amaral (PT), ganhe a eleição. A intenção do PT é buscar alianças com os partidos que apoiam a base e colaboram com a sustentação do governo.

Já Pedro Kemp respondeu apenas que é contrário a essa união dos partidos no Estado. “É incoerente essa aliança, pois são partidos opositores”, afirma.

Em relação a possível aliança com o PMDB, Paulo Duarte afirmou ontem à reportagem do site MS Notícias que essa hipótese está descartada. “Já descartamos essa aliança, não tem como, os dois partidos já tem os candidatos e não temos como fazer uma aliança. Além disso, essa possível aliança foi rejeitada pela população”, finaliza

Tayná Biazus e Dany Nascimento