03 de dezembro de 2020
Campo Grande 34º 23º

Edil acredita que decisão de TJ de suspender Processante não importa para vereadores

Edil Albuquerque

O presidente da Comissão Processante, vereador Edil Albuquerque (PMDB), disse durante esta tarde que a decisão da 1ª Câmara Cível que negou por unanimidade o agravo regimental protocolado pela Câmara Municipal para reconsiderar a decisão de suspendeu as investigações da Processante, pouco importa para os vereadores que fazem parte da comissão.

“Para nós isso pouco importa, pois foi uma reconsideração apenas. O relator Hidelbrando Coelho Neto tinha tomado a decisão de uma maneira monocrática, mas agora tomou a decisão em grupo. Foi somente isso que aconteceu”, afirma Edil.

Questionado se tomaria alguma atitude diante dos fatos, ou seja, diante de uma decisão mais concreta sobre a suspensão da Processante, o vereador mostrou pouca preocupação. “Não mudou nada em minha opinião. Para mim essa é a prova de que as coisas continuam nos mesmos moldes”, destaca Edil.

O vereador agora conta com o segundo agravo regimental que terá como relator o desembargador João Maria Lós. “Contamos que o segundo agravo seja favorável a nós vereadores, pois queremos continuar com nossos trabalhos da Processante. Não iremos tomar nenhuma atitude, pois está tudo nos autos o que queremos”, finaliza Edil.

Alan Diógenes