07 de agosto de 2020
São Paulo 39º 24º
RESPEITO À VIDA RAMAL ASSEMBLEIA

Edil garante que tem várias cartas na manga, para a Comissão continuar

Uma “carta na manga” pode garantir o retorno da Comissão Processante que investiga o prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP). A previsão é do presidente da comissão, vereador Edil Albuquerque (PMDB), que na manhã de hoje, disse que não é apenas uma sim várias  “cartas na manga” e o parecer do Ministério Público foi apenas uma delas. O vereador fez questão de apontar prejuízos no processo investigativo em função da judicialização das investigações. De acordo com Edil, mesmo que a comissão tenha sido derrubada, internamente os trabalhos não vão parar. “Existem muitos esclarecimentos que precisam ser feitos pelo Bernal”, disse o vereador. O Ministério Público Estadual (MPE) deu parecer contrário ao mandato de segurança impetrado pelo prefeito Alcides Bernal (PP) contra a Comissão Processante da Câmara de Campo Grande. No entendimento do órgão ministerial, manifestado ontem, não caberia a impetração dessa ação, visto que não haveria direito líquido e certo plenamente demonstrável. O parecer do MPE foi dado pelo promotor José Luiz Rodrigues, um documento com 5 folhas explica que todas a presunções militam a favor de uma conduta honesta e justa só empasse de indícios decisivos” em fundadas conjecturas. Ainda segundo o vereador, o mandato de segurança que derrubou processante não tinha documentos necessários e comprovação liminar dos fatos alegados e possuem  indecidibilidade de prova pré -constituída.   Anna Gomes e Alan Diógenes