23 de janeiro de 2021
Campo Grande 30º 21º

Governador garante que Jacini assinou últimos documentos do termo para construção de novos presídios

IMG-20140306-WA0004

Os últimos documentos que faltavam para formalizar o termo de cooperação, solicitando a construção de três novos presídios estaduais em Mato Grosso do Sul, foram assinados na manhã de hoje pelo secretário Estadual de Justiça e Segurança Pública, Wantuir Jacini. A informação foi confirmada pelo governador André Puccinelli (PMDB), que solicitou a construção de dois presídios masculinos com capacidade para atender 603 presos e um feminino com capacidade para 406 pessoas.

O objetivo do Estado é aumentar a capacidade carcerária, que passa de 6 para 8 mil vagas, mas de acordo com Puccinelli ainda não é suficiente. “As licitações já foram abertas e no prazo de 12 meses, os presídios serão entregues, oferecendo mais 2 mil vagas. Teremos um total de 8 mil vagas no Estado, mas este número ainda não é suficiente, já que hoje temos um total de 12 mil presos”.

Buscando solucionar os problemas nos presídios, o governo do Estado solicitou que o governo federal retire os presos federais dos presídios estaduais, ampliando assim a capacidade dos presídios. “Se o pedido for aceito, conseguiremos ter mais 4 mil vagas, atendendo a quantidade necessária em MS. Queremos atender essa reivindicação que é antiga e causa transtornos em nossas delegacias, já que por falta de vaga, muitas pessoas ficam retidas nas delegacias”, explica o governador.

 Uma outra maneira de solucionar os problemas foi cogitada por Puccinelli, solicitando o repasse federal para fazer o custeio desses presos. “Se recebermos o custeio desses presos, conseguimos aumentar o número de vagas porque teremos recurso suficiente para fazer reformas de ampliação nos presídios”.

Dany Nascimento e Heloísa Lazarini