04 de agosto de 2020
Campo Grande 31º 18º

João Rocha diz que afastamento de Leila do PSDB é coerente com situação

Alan Diógenes

O vereador João Rocha (PSDB) se manifestou hoje pela manhã sobre o pedido de afastamento da secretária tucana, Leila Cardoso Machado, da pasta de esporte e lazer de Campo Grande.

Leila Machado pediu afastamento de 120 dias do PSDB após reuniões serem marcadas para o estudo de sua expulsão do partido.  O pedido foi aprovado pelos 45 membros do Diretório Municipal tucano.

Neste prazo Leila está isenta de qualquer obrigação partidária, como se não fosse filiada ao partido. Contudo, o processo ético que responde não será encerrado. Ao final do prazo o diretório terá que julgar o parecer do conselho.

O vereador disse que seu envolvimento no caso foi apenas em indicar dez nomes ao prefeito Alcides Bernal, para que fosse escolhido um para chefiar a Funesp. “Eu indiquei dez nomes, e um deles era o de Leila, agora quem a escolheu foi o prefeito” comenta João.

De acordo com João Rocha, o pedido de afastamento da secretaria foi coerente com sua situação no partido. “Ela não estava se sentindo mais a vontade e não queria continuar no meio daquela crise, então para mim é coerente seu pedido de afastamento”, afirma João.

Ainda segundo o vereador, tanto ele quanto Leila Machado, ambos filiados ao partido, não pretender deixar o PSDB. “Apesar de todas as situações que temos enfrentado, não temos o interesse de deixar o partido”, conclui João.