04 de dezembro de 2020
Campo Grande 33º 24º

Liminar do TSE suspende cassação de Delei Pinheiro, Paulo Pedra e Thaís Helena

Os vereadores Paulo Pedra (PDT), Delei Pinheiro (PSD) e Thaís Helena (PT), conseguiram derrubar a cassação dos seus mandatos através de uma liminar julgada pelo ministro Henrique Neves da Silva do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) na tarde de ontem.

Os parlamentares primeiramente entraram com recursos no TRE (Tribunal Regional Eleitoral) que cassou o mandato dos três, mas esses recursos foram julgados improcedentes.

Na terça-feira (17) então, os vereadores recorreram ao TSE de Brasília com uma medida cautelar para suspender a decisão do TRE. Ontem às 17h a medida foi acatada pelo tribunal, ou seja, a cassação dos mandatos está suspensa até segunda ordem.

O vereador Delei Pinheiro se diz contente já que em menos de quatro horas depois de terem sido anunciados pelo TRE os vereadores que substituiriam os parlamentares cassados da Câmara Municipal de Campo Grande, a justiça nacional decidiu revogar a decisão.

“Eu já tinha apresentado argumentos provando que não tinha cometido compra de votos, mas mesmo assim tive meu mandato cassado. Nunca fui corrupto, e a mesma justiça que julgou errado agora está julgando certo. Agora sigo feliz em exercer meu direito de trabalhar pela população campo-grandense já que fui eleito pelo povo”, destacou.

Desta maneira o vereador Alex do PT continua suplente da vereadora eleita Thaís Helena, licenciada para assumir a SAS (Secretaria Municipal de Assistência Social). José Chadid (expulso do PSDB), que assumiria no lugar de Delei, permanece como suplente, assim como Eduardo Cury (PT do B) que assumiria a vaga de Paulo Pedra.

O único vereador que realmente será substituído é Alceu Bueno (PSL) que cederá sua vaga para Francisco Saci (PRTB). A diplomação de Saci está marcada para amanhã, às 17h, no Tribunal Regional Eleitoral.

Alan Diógenes