24 de setembro de 2020
Campo Grande 34º 20º

POLÍTICA

Lula encontra Sebastião Salgado em Paris para debater sustentabilidade

Sebastião Salgado é um dos maiores fotógrafos do mundo, e ficou amplamente conhecido por sua visão acerca da desigualdade e da pobreza

O ex-presidente Lula publicou em suas redes sociais, nesta segunda-feira (2), o reencontro que teve com o fotógrafo brasileiro Sebastião Salgado, em Paris, como parte da viagem que o ex-presidente faz para receber um título de cidadão honorário da capital francesa.

Lula aparece com Salgado e sua esposa, Lélia Wanick, com o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad e com a também ex-presidente Dilma Rousseff. “Tivemos uma boa conversa sobre a Amazônia, desenvolvimento sustentável, a riqueza da biodiversidade brasileira e os desafios para lutar pela sua preservação.”, escreveu Lula nas redes sociais.

Sebastião Salgado é um dos maiores fotógrafos do mundo, e ficou amplamente conhecido por sua visão acerca da desigualdade e da pobreza. Além disso, também fotografou movimentos migratórios, trabalhadores e diferentes etnias ao redor do mundo, incluindo tribos amazônicas.

Ligados à pautas de sustentabilidade, Salgado e Lélia reflorestaram mais de 600 hectares de floresta na cidade de Aimorés, terra natal do fotógrafo, e criaram o Instituto Terra para incentivar mais trabalhos de recuperação de áreas degradadas de Mata Atlântica.

A agenda do ex-presidente continua no dia 3 de março, com um grande evento do festival Lula Livre no mítico Théâtre du Soleil, em Paris, teatro criado pela diretora Ariane Mnouchkine na década de 1970. Lula participará do encontro, acompanhado de Dilma Rousseff e Fernando Haddad.

Além disso, Lula tem encontros previstos com diversas lideranças políticas da França, além de intelectuais e organizações franco-brasileiras. Na sequência, ele parte no dia 5 de março para Genebra onde fica até o dia 9. Na pauta, encontros com representantes sindicais e representantes do Conselho Mundial das Igrejas (CMI), que congrega mais de 340 igrejas em mais de 120 países.

Em Berlim, a partir do dia 9, Lula deve se reunir com lideranças políticas e representantes do movimento sindical alemão. No dia 9, o ex-presidente participa ainda do Encontro em Defesa da Democracia no Brasil, um ato público em que deve encontrar representantes dos comitês internacionais Lula Livre.

Fonte: Carta Capital - *Com informações da RFI