12 de agosto de 2020
Campo Grande 33º 20º

Lula vem a Campo Grande e autoriza chapa branca entre PT e PSDB

Em menos de 24 horas o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pôs fim a todo e qualquer tipo de especulação sobre o futuro político do PT e do senador Delcídio do Amaral em Mato Grosso do Sul em 2014.

Lula mostrou porque é liderança política mais expressiva da história do Partido dos Trabalhadores e uma das principais figuras da  história do Brasil. Em conversa com os militantes petistas, Lula deixou claro a Delcídio por quê veio ao Estado e depois em entrevista à imprensa respondeu a pergunta que até então não se calava e se repetia exaustivamente, diariamente, em quase todos os meios de comunicação do Estado.

Sim, é possível chapa branca entre PT e PSDB de Reinaldo Azambuja. Sim é possível realizar o sonho dos petistas de eleger um governador sem se render ao PMDB e sim é possível ainda que haja uma chapa pura, ao menos na principal, formada por Delcídio e por um sindicalista, no caso o presidente da Fetems (Federação dos  Trabalhadores da Educação de Mato Grosso do Sul) Roberto Bottarelli.

Em entrevista, Lula afirmou que, embora sua opção seja a continuidade do cenário nacional no Estado, ou seja PT e PMDB juntos, ele deixará a decisão para os petistas sul-mato-grossenses. "Todos sabem que gostaria de firmar em todos os estados uma aliança com PMDB, mas eu sei que existem alguns estados que isso não será possível, é preciso respeitar essas particularidades e deixar o Delcído e a executiva estadual resolver", afirmou o ex-presidente.

Questionado sobre a aliança com PSDB, a resposta foi breve e certeira. "Não me oponho, não vejo empecilho", declarou Lula. Como se não bastasse responder ás perguntas que vêm atormentando o senador e pré-candidato ao governo do Estado Delcídio do Amaral nos últimos meses, Lula, além de retirar tal peso das costas de seu companheiro, lhe deixou um recado valioso ainda mais em tempos eleitorais.

Em seu discurso com militantes, depois de relembrar sua história pessoal, Lula fez questão de lembrar a todos, em especial Delcício,  quem é o PT. "Os outros partidos tem inveja do PT pelos nossas qualidades, pelos nossos acertos. O PT nasceu na rua, e Delcídio, se alguma vez você tiver dúvida sobre qual caminho seguir, pergunte para militância petista, e irá certar o caminho".

O recado foi dado logo depois de Lula ter afirmado que, pode-se até vencer uma eleição sozinho, mas não se governa sozinho e as alianças são fundamentais, desde que não interfiram na identidade petista. Se Delcídio necessitava ou não do recado e o que o senador fará com os ensinamentos do líder petista ainda é incerto, mas fato é que a visita de Lula serviu para mostrar ao PT que seu maior adversário é ele próprio.

Heloísa Lazarini