30 de outubro de 2020
Campo Grande 24º 18º

Mandetta defende revisão no Código Penal brasileiro

Indignado com a morte do empresário Erlon Peterson Bernal, o deputado federal Luiz Henrique Mandetta (DEM) usou o caso para defender a revisão do Código Penal brasileiro para aumentar as penas de crimes que atentem contra a vida. Ele assinalou ainda que o Parlamento brasileiro deve discutir novamente a pena de prisão perpétua.

O deputado argumentou que, por ocupar posição estratégica com a Bolívia e o Paraguai, Mato Grosso do Sul serve de destino para os carros trocados por drogas e para os cadáveres que são deixados para as famílias de luto. “Nós queremos a revisão do Código penal, queremos a pena prolongada para os crimes que atentam contra a vida. Prisão perpétua deve ser discutida novamente nessa casa”, defendeu.

Ele lembrou que há dois anos usou a tribuna para denunciar os crimes contra os universitários Bruno e Leonardo, mortos em outubro de 2012, quando saíam de um bar na Capital. Mandetta afirmou que as mães da fronteira estão se organizando para pedir Justiça e para que a Câmara dos Deputados legisle sobre um Código Penal obsoleto. “Mato Grosso do Sul está de luto e entristecido”, disse o parlamentar ao comentar o velório ocorrido em Campo Grande que reuniu mais de três mil pessoas na tarde da última segunda-feira.

Redação