23 de janeiro de 2021
Campo Grande 30º 21º

Monteiro reafirma parceria com DEM e não descarta aliança com PT

O deputado estadual e presidente do PSDB em Mato Grosso do Sul, Márcio Monteiro, ressaltou a importância da parceria entre seu partido e o DEM, porém, Monteiro nega que a aliança com DEM, que, assim como PSDB, é tradicionalmente opositor ao PT e ao governo da presidente Dilma Rousseff, possa refletir no Estado e impedir a parceria o deputado federal Reinaldo Azambuja e o senador petista Delcídio do Amaral “O DEM sempre foi uma grande aliado do PSDB e isso é reciproco, independente de qualquer projeto podemos estar caminhando juntos”, disse. “Em relação ao PT vamos separar a questão nacional, pois primeiramente é preciso pensar em Mato Grosso do Sul. Caso exista uma eventual aliança, o PT vai ter que resolver com a liderança deles”, afirma. O discurso de Monteiro, no entanto, é exclusivo do PSDB sul-mato-grossense, pois a executiva nacional do partido tucano já deixou claro, em diversas oportunidades, seu posicionamento contrário a uma aliança com o PT, afinal, os tucanos possuem candidato próprio à presidência, que é o senador Aécio Neves, o que faz com que o partido busque criar, em todos os estados do Brasil, palanques para eleger Aécio e derrotar Dilma. Diante desse panorama, a candidatura de Reinaldo Azambuja ao senado pode até sair, mas distante do PT, pois a executiva nacional tucana não permitirá que Reinaldo faça campanha para Delcídio e sem respaldo de uma candidatura majoritária dentro de sua chapa partidária, Azambuja terá sua candidatura enfraquecida, o que pode fazer com o deputado tucano ceda à pressão nacional e se candidate ao governo do Estado para angariar votos para Aécio e provocar um segundo turno, que pode ser entre ele Delcídio ou entre o petista e pré-candidato do PMDB ao Nelson Trad Filho. Clayton Neves