21 de outubro de 2020
Campo Grande 29º 21º

Nelsinho rebate petistas e desafia Delcído a conquistar a arrebatar Giroto para o PT

O pré-candidato do PMDB ao governo do Estado, Nelson Trada Filho garantiu que não se arrepende de ter publicado no Facebook declarações sobre os ataques políticos que, segundo ele, vem sofrendo de seus adversários. A publicação postada ontem pela manhã causou polêmica, divergiu opiniões entre membros do PMDB e provocou a ira dos petistas que, consideraram a atitude um ato de desespero diante do fato de Nelsinho, segundo o deputado federal Antonio Carlos Biffi (PT), não ter sequer o apoio da maioria dos membros do próprio partido.Ontem pela manhã Nelsinho postou a seguinte mensagem: "Os jornais têm divulgado pesquisas que mostram meu nome em uma posição muito favorável na disputa pelo governo do Estado. Eu fico muito feliz com isso. Porém, as eleições ainda não começaram. Nesse momento, acho que só o desespero justifica as ofensas, baixarias e críticas gratuitas que estou ouvindo. Paciência. Nós aqui estamos muito tranquilos. Abraços a todos." O peemedebista afirmou que a resposta do senador Delcídio do Amaral (PT), no Facebook, e as críticas dos deputados petistas são um sinal de que ele está incomodando. "Minhas publicações não são por desespero, eu apenas me defendi. Não quero entrar nesta discussão até porque não preciso disso", rebateu Nelsinho. Questionado sobre a repercussão de suas declarações dentro do PMDB e sobre o apoio do partido em torno de sua candidatura, que foi colocado em dúvida pelos petistas, Nelsinho simplesmente disse: "O PMDB está unido neste projeto". Em relação às declarações de Delcídio sobre a possibilidade de Edson Giroto (PR), atual secretário estadual de obras, aderir à chapa petista e sair candidato a vice-governador, Nelsinho foi ainda mais enfático e lançou um desafio. "O Delcídio pode conversar com que ele quiser. Quero ver no final quem o Giroto vai apoiar". Heloísa Lazarini e Tayná Biazus