16 de setembro de 2021
Campo Grande 32º 20º

Política

Oposição requer esclarecimentos de novo ministro da Saúde sobre vacinas e oxigênio

A- A+

Líder da oposição, o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) apresentou nesta terça-feira (16) requerimento de convite ao novo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, para prestar esclarecimentos ao Plenário do Senado tão logo tome posse na pasta. Randolfe quer informações sobre as prioridades da nova gestão para tirar o país da crise sanitária decorrente da covid-19, incluindo aquisição de vacinas, disponibilidade de leitos hospitalares e distribuição de oxigênio aos estados.

Ao mesmo tempo, que (...) pudesse escutar o apelo para que se fosse montado um comitê nacional com acompanhamento do Congresso Nacional, da comissão do Senado, da Câmara dos Deputados, dos governadores e da ciência para tomar as medidas que forem necessárias em âmbito nacional complementou o senador.

Classificando a crise da covid-19 como "atoleiro sanitário", Randolfe chamou atenção em seu requerimento para a proximidade de um novo colapso no abastecimento de oxigênio, desta vez em Rondônia, Ceará e Acre.

Convocação

Nesta segunda-feira (15) a c comissão temporária que acompanha as ações contra a covid-19 já havia aprovado requerimento para a realização de uma reunião com representantes do Ministério da Saúde (MS) e das principais distribuidoras de oxigênio. Antes do anúncio da troca de comando no MS, a comissão também tinha aprovado a convocação imediata do ministro Eduardo Pazuello, ainda não demissionário, para prestar informações sobre a disponibilidade de oxigênio nos estados.

O senador Styvenson Valentim (Podemos-RN), coautor do requerimento, mencionou casos de colapso no fornecimento de cilindros de oxigênio registrados no fim de semana e destacou a importância da coordenação dos trabalhos e do mapeamento da distribuição de oxigênio aos hospitais.

Que não falte esse gás essencial, e não fiquemos sabendo através da imprensa ou através de blogs que ficou faltando declarou, antes de sugerir que cada senador consulte seu respectivo governo estadual a respeito do abastecimento de oxigênio.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)