19 de janeiro de 2021
Campo Grande 27º 21º

Para Pedra, retorno de Bernal à prefeitura é questão de tempo

O vereador Paulo Pedra (PDT), que fazia parte da base aliada do ex-prefeito Alcides Bernal (PP), afirmou na tarde de hoje que faz sentido todas as informações que foram divulgadas nas matérias que foram publicadas pelo jornal Centro-Oeste Popular e Brasil Notícia, que alegaram ter acesso às informações que correm sob sigilo no Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado), afirmando que a cassação de Alcides Bernal (PP) foi articulada por Gilmar Olarte (PP), que ofereceu R$ 1 milhão a 23 vereadores para votarem a favor da cassação no dia 12 de março.

“Aquelas informações fazem sentido e retratam algo muito grave, mas temos que esperar um posicionamento do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado) para ter certeza do que aconteceu. É algo extremamente grave”, explica o vereador.

Diante disso, Pedra afirma que confia na justiça e aguarda o retorno de Alcides Bernal ao comando da prefeitura em breve. “Eu confio na justiça, sei que todo o trabalho é feito com embasamentos e temos que esperar um posicionamento do Gaeco referente a tudo que foi divulgado. Acredito no trabalho da polícia, do MPE (Ministério Público Estadual) e sei que pode demorar, porque tudo está sendo investigado, mas acredito que o Bernal retornará ao cargo de prefeito da Capital”.

Já a vereadora Luíza Ribeiro (PPS), que também pertencia à base aliada de Bernal, afirmou que ainda não tomou conhecimento das matérias, mas ressaltou que assim como Pedra, confia na justiça e no retorno do ex-prefeito à prefeitura.

Dany Nascimento