25 de outubro de 2020
Campo Grande 32º 21º

Para Siufi, Bernal pode sair fortalecido de julgamento se comprovar inocência

O vereador Paulo Siufi (PMDB) declarou nesta manhã que o prefeito Alcides Bernal (PP) pode até fortalecer sua imagem política em Campo Grande se comparecer à sessão de julgamento e apresentar um depoimento satisfatório.

“Se tem a irregularidade que foi comprovada na CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) do Calote, ele (Bernal) tem que ir lá (Câmara Municipal) e mostrar que não foram irregularidades ou se defender mostrando porque foram feitas daquela forma. Se tiver essa saída dele e ela for aceita pelos pares, ele não será punido e ainda sairá até fortalecido do processo. Agora tem que ser ele a fazer essa defesa, do contrario não voto por irregularidade”, afirmou.

Segundo o vereador, qualquer tentativa do prefeito nos próximos 30 dias de buscar a governabilidade e abrir espaço para que todos os partidos possam participar da administração não podem absolvê-lo de um julgamento imparcial. “Você não entra em um banco, comete um delito, muda de comportamento e fica livre”, comparou.

Siufi ainda discorda da decisão do juiz da 2ª Vara de Direitos Difusos, Coletivos e Individuais Homogêneos de Campo Grande, David de Oliveira Gomes Filho, que rejeitou a ação contra Bernal de improbidade administrativa baseada no relatório da CPI do Calote. “Foi uma decisão monocrática. Uma decisão individual que eu respeito, mas não concordo”.

O vereador rebate também o argumento que os contratos firmados pela prefeitura e as empresas Jagás, Megaserv e Salute tenham gerado economicidade para o município. “Fez economia, mas beneficiou o primo. Que economia é essa com o dinheiro público? Todo mundo quer economia e para isso tem a licitação”.

Já para o vereador Chiquinho Telles (PSD), somente um milagre poderá salvar Bernal agora que ele enfrentará um novo julgamento em data ainda a ser definida. “Só Deus. Não tem outra saída”, brincou.

Diana Christie