22 de junho de 2021
Campo Grande 29º 16º

PT não quer confronto por cargos federais no Estado, mas não vai recuar nos que já detém

A- A+

Zeca do PT trabalha para que o PT mantenha os cargos federais no estado, e se possível ampliar a ação petista, mas não quer entrar em confronto com o PMDB. O deputado federal entende que os cargos devem ser distribuídos em acordo com o comando dos ministérios, os que forem comandados pelo PMDB indicam para suas superintendências estaduais nomes ligados ao partido, o mesmo acontecendo com os ministérios petistas.

Os deputados estaduais da bancada petista ouvidos, Amarildo Cruz, Cabo Almi e Pedro Kemp concordam com o posicionamento de Zeca do PT.

Segundo entende o deputado Cabo Almi, o P via ficar unido para disputar os espaços conquistados e acredita que as superintendências do Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária) , Denit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes) e Funasa ( Fundação Nacional de Saúde) deverão permanecer com o partido. Ainda que não conquiste outros postos federais, não pode abrir mão de manter estes postos.

Se o ministro é do PT, ele deve reivindicar os cargos no estado, e que o PMDB reivindique os cargos que cabe aos ministérios comandados por aquele partido, é a opinião do deputado estadual Pedro Kemp, que entende também que o partido deve trabalhar sempre para ir além e conquistar o maior número de postos possíveis.

Amarildo Cruz falou que é favorável à fala de Zeca do PT, e que irão trabalhar para ficar com as superintendências que já têm, e buscar conquistar outras.

A bancada estadual é favorável a que não haja um rompimento de relações com o PMDB e que a disputa pelos cargos seja de comum acordo como forma de manter o bom relacionamento que as legendas vêem tendo em nível nacional.