23 de outubro de 2020
Campo Grande 33º 22º

Puccinelli garante que sozinho elege Dilma no Mato Grosso do Sul

Diana Christie e Heloísa Lazarini

O governador André Puccinelli (PMDB) voltou a afirmar nesta manhã que não pode garantir o apoio do partido à candidata a reeleição Dilma Rousseff (PT), porém ele, como pessoa física e cidadão irá fazer campanha em favor da presidente. “Vou dizer mais uma vez que eu, como pessoa física André Puccinelli, sou muito grato à Dilma por ela ter batido na mesa e ter liberado um montante de dinheiro para o MS Forte 2 quando muitos eram contra. Me lembro bem dela dizendo que, se os números do André são verdadeiros, ele terá direito aos recursos que ele quer”, contou.

O governador garantiu ainda que a presidente não precisa se preocupar afinal ele sozinho conquista a vitória dela no Mato Grosso do Sul.  “Eu vou pedir ao PMDB e fazer todo o esforço possível para que ele a apoie, mas se o PMDB não quiser apoiar a Dilma, não tem problema. Pode deixar os outros trabalharem, o PT, o Delcídio. Mas eu garanto que aqui, no Mato Grosso do Sul, só o Andrézinho a faz ganhar”, declarou.

Na semana passada, o pré-candidato ao governo Nelsinho Trad (PMDB) explicou que está muito cedo para o partido definir seu candidato à presidência e que era preciso analisar todas as propostas dos candidatos para escolher aquele que tivesse um projeto mais parecido com as ideias do PMDB.