28 de janeiro de 2021
Campo Grande 28º 20º

Puccinelli nomeia substitua de Nelsinho e antecipa anúncio sobre Senado para quinta-feira

O governador André Puccinelli (PMDB) confirmou o nome da nova Secretária Estadual Extraordinária de Articulação, Desenvolvimento Regional e dos Municípios que irá comandar a pasta no lugar de Nelson Trad Filho que foi exonerado para se dedicar à campanha eleitoral ao governo do Estado em 2014.

Edna Antonelli assume a secretaria com a indicação do governador e da vice-governadora Simone Tebet. "A Edna já trabalhou comigo na prefeitura de Campo Grande, depois continuou com Nelsinho e agora está aqui no estado. Eu e Simone decidimos pelo nome dela e Nelsinho concordou plenamente", explica André.

Durante o período em que trabalhou na prefeitura da Capital, Edna dirigiu a Unidade Especial de Criação e Inovação da prefeitura e foi responsável pelo gerenciamento das encubadoras empresariais da Capital.

Azafama

O governador André Puccinelli afirmou que entre quarta e quinta-feria haverá uma verdadeira "azafama" no governo do Estado. O termo significa pressa em executar algum trabalho. Com isso, André deixa claro que nos próximos dias promoverá grande mudança no primeiro escalão de seu governo, incluindo, possivelmente, o posto mais, ou seja, sua cadeira de governador. "O Giroto quer sair, mas ainda não está decidido. Hoje voltando de Chapadão irei conversar com ele à noite para decidirmos que será feito, porque se eu for candidato o Giroto fica, pois dois jogadores do mesmo time não podem sair ao mesmo tempo."

Já em relação ao secretário estadual de habitação, deputado estadual licenciado Carlos Marun, o governador confirma sua saída, mas admite que até o momento não definiu nome. ontem Marun havia indicado o ex-diretor da Emha (Agência Municipal de Habitação) Paulo Matos.

Em relação à exoneração mais esperada do Estado, André se limitou a parafrasear o escritor inglês William Shakespeare e disse: "Ser ou não ser? Há uma dúvida ainda e pela  legislação, obrigatoriamente até dia três de abril algumacoisa deverá publicada no Diário Oficial. No entanto, não irei surpreender vocês ou não surpreender via Diário oficial. Se sairemos ou não, vamos chamar a imprensa para fazer o anúncio."

Heloísa Lazarini e Tayná Biazus