30 de outubro de 2020
Campo Grande 24º 18º

Relator da comissão processante é a favor de afastamento de Bernal

Diana Christie

Relator da comissão processante que irá investigar possíveis irregularidades na administração do prefeito de Campo Grande Alcides Bernal (PP), o vereador Flávio César (PT do B) afirmou que é aconselhável que Bernal seja afastado do cargo durante as investigações. “Pessoalmente eu acho que o mais prudente seria o afastamento porque daria mais tranquilidade para a comissão”, explicou.

Segundo Flávio César, a primeira reunião da processante será amanhã, às 10h, para decidir a metodologia de trabalho dos parlamentares e, com o apoio da procuradoria jurídica da Câmara Municipal, conhecer todos os ritos e medidas legais que a comissão deve seguir.

Apesar de essa investigação ser inédita na história de Campo Grande, o vereador não se acha mais pressionado do que o normal. “A partir do momento que a gente se predispõe a ser uma pessoa pública, principalmente no parlamento representando o povo, já é um desafio”, desabafa.

Para o parlamentar, a abertura da processante não passa de um reflexo da má gestão do chefe do executivo. “A situação culminou para isso”, afirmou. De acordo com ele, a investigação não significa cassação e o prefeito terá direito a ampla defesa, mas acusa: “a cidade parou nesses últimos dez meses”.

Flávio César também é o presidente da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Saúde da Câmara Municipal. Ele garante que um trabalho não irá interferir no outro, pois todas as oitivas e visitas da CPI já foram realizadas e o tempo restante é para que a vereadora Carla Stephanini (PMDB) conclua o relatório.

Também compõem a comissão os vereadores Edil Albuquerque (PMDB) como presidente e Alceu Bueno (PSL) como membro.