06 de maro de 2021
Campo Grande 28º 19º

Relator do processo de Cunha é escolhido no Conselho de Ética

O relator do processo de cassação do presidente da Câmara, Eduardo Cunha, (PMDB-RJ), será Fausto Pinato (PRB-SP). O anúncio foi dado nesta quinta-feira (5) para a relatoria do processo de cassação do presidente da Câmara, no Conselho de Ética da Casa. O parlamentar paulista foi escolhido em uma lista tríplice pelo presidente do órgão, deputado José Carlos Araújo (PSD-BA).

Vice-presidente do Conselho de Ética, Pinato foi eleito deputado federal na eleição do ano passado com apenas 22 mil votos. Ele entrou no Legislativo na esteira dos votos do deputado Celso Russomano (PRB), campeão de votos em São Paulo. O processo de quebra de decoro parlamentar, que pode resultar em absolvição, censura, suspensão ou cassação do mandato de Cunha, foi instaurado na tarde da última terça pelo Conselho de Ética.

O prazo para apresentar o relatório prévio expira no dia 19, no entanto, o presidente do Conselho já antecipou que, provavelmente, o colegiado irá se reunir apenas no dia 24 para tratar do assunto. O relator sinalizou a possibilidade de antecipar a conclusão de seu relatório preliminar. “Se conseguir apresentar antes, converso com o presidente do Conselho de Ética e a gente antecipa a sessão. Vamos estar estudando, mas, diante do que estamos sabendo pela imprensa, vamos tomar conhecimento agora da denúncia, existe uma grande possibilidade de eu aceitar a denúncia", declarou.

Investigação
Investigado pela Operação Lava Jato, o presidente da Câmara é acusado pelo PSOL e pela Rede Sustentabilidade de ter mentido em depoimento à CPI da Petrobras em março, quando disse não possuir contas bancárias no exterior. Documentos enviados pelo Ministério Público da Suíça ao Brasil mostram que Eduardo Cunha e familiares têm contas bancárias no país europeu. O Supremo Tribunal Federal autorizou abertura de inquérito para investigar as suspeitas contra o peemedebista.