27 de novembro de 2020
Campo Grande 35º 23º

Romero desmente boatos veiculados pela imprensa

O vereador Eduardo Romeiro (PT do B) desmentiu os boatos veiculados pela imprensa de que teria se aproximado da base de sustentação do prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP), e nega que tenha recebido convite para assumir a Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano) no lugar do atual secretário Odimar Luis Marcon.

“Eu não sei de onde tiraram essa ideia. Me colocaram até como secretário de meio ambiente. Não recebi nenhum convite oficial nem tenho conversado com o prefeito ou com seu representante (Pedro Chaves, secretário de governo). Devem estar confundido os vereadores”, declarou.

O presidente regional do PT do B, Morivaldo Firmindo de Oliveira, descartou a possibilidade de negociar apoio político com Bernal. “Receber o prefeito eu até recebo, difícil é negociar. Mas nunca fomos procurados. E como acreditar numa pessoa volátil como ele? O Romero sempre foi um rapaz muito partidário, não vai tomar nenhuma decisão sem nos consultar. Nós somos da oposição”, enfatizou.

Romero se mostrou consonante com as diretrizes do partido, mas destacou em seu discurso que o dever da oposição é questionar os atos da prefeitura de maneira responsável.  “É preciso entender que como parlamentar eu estou pronto para conversar. Mas para conversar da parte política, eu faço parte de um grupo e não sou moleque para não ter preocupação partidária. Secretaria não está nos meus planos. Fui eleito para ser vereador e é isso que eu serei. Só que não podemos resumir essa briga entre oposição e base, sou vereador para Campo Grande. Meu partido está num grupo de oposição, mas oposição não é só criticar, é questionar”.

Diana Christie