24 de outubro de 2020
Campo Grande 29º 23º

Simone garante que continua na disputa e afirma “ou senado ou nada”

Diana Christie

A vice-governadora e pré-candidata ao Senado, Simone Tebet (PMDB) desmentiu boatos de que sua candidatura estava descartada pelo partido para formação de novas alianças. “Não vamos atrapalhar projeto nenhum do PMDB. Mas vou competir de igual para igual se não tiver outro nome de força dentro do partido”, afirmou.

Simone negou que a candidatura dela ao Senado juntamente com a candidatura de Nelsinho Trad (PMDB) ao governo feche as portas para outros partidos. Segundo ela, ainda sobram para alianças, os cargos de vice-governador, suplente e até um possível apoio do PMDB  para candidato à prefeitura de Campo Grande nas próximas eleições. Porém, quando questionada pela reportagem se aceitaria outra posição, Simone foi categórica em sua recusa. “Não sou vice. Ou é o Senado ou não é nada”, garantiu.

O governador André Puccinelli (PMDB) reforçou a importância da candidata. “Ela está preparada para qualquer cargo que disputar. Tem capacidade e competência para isso e tem o meu apoio”, finalizou.

Simone avisou que começará divulgar seu nome no Estado ainda este mês, começando pela região do Bolsão. “Vou levar o meu nome e do Nelsinho. E a recíproca também é verdadeira”, explicou a vice-governadora.

As declarações foram feitas durante a assinatura do convênio FIC (Fundos de Investimentos Culturais) realizado na Governadoria, com a presença de prefeitos de vários municípios, além do diretor-presidente da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul, Américo Calheiros.