08 de agosto de 2020
Campo Grande 31º 17º

Vereadores apoiam condição de PT sobre nova sede da Câmara

Tayná Biazus

Ontem a reunião entre as lideranças do PT e o prefeito Alcides Bernal (PP) marcou o fim da tarde. Para continuar ao lado do Bernal, o Partido dos Trabalhadores pediu a definição sobre o local onde será instalada a nova sede da Câmara Municipal juntamente com a prefeitura. Para os vereadores a nova sede é muito importante, visto que, o atual prédio não comporta mais o órgão, além de não ser próprio, e sim um prédio particular do Grupo Haddad.

O vereador Chiquinho Telles (PSD) acredita que se Bernal tomar a decisão e tirar o projeto do papel, será um grande passo dado. O vereador frisou também que a  construção de uma nova sede além de ser para uso dos vereadores é para a população. “Os vereadores são para sempre. Este mandato acaba, mas outros virão, outros vereadores virão, o poder fica e Campo Grande precisa de uma nova sede para a Câmara, o povo precisa”.

Já para o vereador Eduardo Romero (PT do B), o impasse sobre a sede da Câmara acontece há muito tempo e independente do local é necessária a construção de um novo centro que irá comportar o executivo e legislativo, porém, para a construção do centro é necessário que seja feita uma escala de prioridades, pois a Capital ainda possui algumas deficiências.

“Não da para fugir deste problema. São necessários novos prédios. Hoje, a Câmara tem recursos suficientes para ajudar na nova construção de sua sede. Não da para continuar em um prédio alugado”, comenta Romero.

Hoje, o imóvel da Câmara de Vereadores está em uma briga política para que seja solucionado e fixado o valor do aluguel, que inicialmente eram pagos R$ 35 mil. Hoje, os aluguéis estão atrasados até o momento em que seja definido o novo valor.