27 de novembro de 2021
Campo Grande 32º 21º

Zeca acusa vereadores de aplicarem golpe político em Bernal e é ovacionado

A- A+

Depois dos vereadores Luiza ribeiro (PPS), Alex do PT e Cazuza (PP) discursarem, é a vez do vereador Zeca do PT usar da palavra para defender o prefeito Alcides Bernal (PP) da possível cassação. Segundo o vereador, a tentativa de cassar Bernal partiu de um grupo com vontade “imperial” que pretende retomar o poder. “Cassação é um sério risco á democracia”, esbravejou.

Zeca também destaca a decisão do juiz da 2ª Vara de Direitos Difusos, Coletivos, Individuais e Homogêneos de Campo Grande, David de Oliveira Gomes Filho, que rejeitou a ação movida pelo MPE (Ministério Público Estadual) contra o prefeito por improbidade administrativa baseada no relatório da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) do Calote.

O vereador questiona porque uma denúncia arquivada pela justiça no dia 16 de janeiro de 2014 foi usada para integrar o relatório da comissão processante. “O interesse da cidade deve estar acima de tudo. A cassação é um atentado aos direitos do cidadão. Esta sessão é um teatro da disputa pelo poder”, reclamou.

Para Zeca, o PMDB que articulou o processo de cassação do prefeito. “Discordo de seus atos político, mas não posso admitir que lhe tirem o direito dado pelo povo. Durante 30 anos o mesmo grupo político governou esta cidade e mesmo com tantas irregularidades nunca a Câmara fez o que está fazendo com Bernal. Temos que respeitar o mandato e respeitar o direito popular”.

Zeca encerrou seu discurso ovacionado pela plateia. Na sequência discursa o vereador Eduardo Romero (PT do B).

Diana Christie e Heloísa Lazarini