16 de maio de 2022
Campo Grande 21º 13º

CULTURA | MÚSICA | RAP

Grupo Brô MC's, rappers indígenas de MS, cantam no Rock In Rio

Xamã convidou grupo de rap sul-mato-grossense para um dos maiores festivais de música do mundo

A- A+

O Primeiro Grupo de Rap Indígena do Brasil, das etnias Kaiowá e Guarani, de Mato Grosso do Sul, os Brô MC's estarão no Rock In Rio, que terá, pela 1ª vez, um dia todo dedicado ao Rap. O grupo sul-mato-grossense cantará ao lado dos maiores nomes do Rap do Brasil no Palco Sunset no dia 3 de setembro. O palco Sunset é dirigido por @zericardo. O festival é reconhecido como um dos maiores festivais musicais do planeta. Veja os principais projetos dos Brô MCs AQUI

Foram anunciados no dia 27 de janeiro @racionaiscn (Racionais MC´s) e @criolomc (Criolo Doido, ou apenas Criolo), que encabeçando a programação convidam a rapper Mayara Andrade

O convite ao Brô MC’s partiu do rapper @euxama (Xamã). “É um presente imenso fazer parte deste dia histórico, a essência do rap é a mesma para todos nós. Rap é denúncia, rap é ativismo, é rimar com luta, é fazer música para questionar. Estar ao lado de artistas que sempre admiramos, é fantástico. Obrigado @euxama e @zericardooficial pelo convite!”, disse os Brô, em publicação no Instagram.

Os Brô ainda celebraram estar ao lado de duas referências do rap no Brasil. “@racionaiscn @criolomc grande escola, é uma honra fazer história no dia do Rap com vocês!”, disse. 

"É um direito conquistado, é um reconhecimento da grandeza e da representatividade desse movimento dentro do nosso país", afirmou Mano Brown, líder do Racionais, por telefone a Coluna Lineup da Folha de São Paulo. O artista volta ao Rock in Rio após se apresentar, também no palco Sunset, ao lado de Bootsy Collins em 2019.

Formado por Kelvin Mbarete, Bruno Veron, Charlie Peixoto e Clemerson Batista, o quarteto Brô MC's vai levar muitos elementos da cultura indígena ao palco: "A gente sempre utiliza a pintura, cocar, colares, que são da nossa cultura, e o mais importante de todos: a nossa língua", contou Kelvin. "Também uma informação que a gente leva com as nossas músicas é a nossa realidade. Muitas vezes, os grandes centros não sabem dessa cultura indígena, que é tão preciosa”, comentou.

Ainda estarão no palco do Rap o DJ e produtor carioca @papatinho (Papatinho) e o rapper @l7nnon (L7nnon, lê-se Lennon), que convidam para a apresentação @mchariel (MC Hariel) e @mccaroldeniteroioficial (MC Carol).

Por causa da pandemia de Covid-19, o festival, que seria em 2021, teve de ser remarcado para os dias 2, 3, 4, 8, 9, 10 e 11 de setembro de 2022, no Parque Olímpico, onde é montada a Cidade do Rock.

*Com Folha de S. Paulo.