28 de outubro de 2020
Campo Grande 28º 21º

Inflação cai em fevereiro na Capital fechando em 0,70%

O IPC/CG (Índice de Preços ao Consumidor de Campo Grande), registrou queda no mês de fevereiro, chegando a 0,70% de acordo com os dados divulgados ontem. O recuo foi de 0,48% em relação a janeiro, quando a inflação na Capital chegou a 1,18%. Mesmo com essa queda, a inflação em fevereiro foi mais alta do que o índice registrado no mesmo período de 2013, de 0,19%. Esse recuo está relacionado com a época do ano. A inflação só não se tornou maior devido ao aumento das tarifas de água e esgoto, que subiram em média 5,59%. A tendência para os próximos meses é de que o índice continue em queda.Os maiores índices de inflação foram registrados nos grupos de Habitação (1,21%), Despesas Pessoais (0,81%), Transportes (0,66%) e Vestuário (0,63%). Os demais grupos apresentaram índices dentro da normalidade e nenhum grupo apresentou deflação. A inflação acumulada em doze meses está em 4,61%, índice acima do centro da meta do CMN (Conselho Monetário Nacional), que é de 4,5%. O acumulado do ano de 2014 está em 1,89%, enquanto que em 2013, no mesmo período a inflação acumulada foi de 1,57%, somando-se os índices de janeiro/2013 (1,38%) e fevereiro/2013 (0,19%). Mas, a expectativa de Souza é de que a inflação caminhe para o centro da meta do CMN até o fim de 2014. A habitação apresentou forte inflação de 1,21% em seu índice. A alimentação fechou fevereiro com índice de 0,37%. Já o grupo Educação, apresentou pequena inflação, de 0,17% devido a aumentos de preços de produtos de papelaria de 1,6%. O grupo despesas pessoais, apresentou forte inflação em seu índice, de 0,81%, devido a aumentos nos preços de clube 7,51%, fio dental 6,79%, creme dental 1,39%, entre outros com menores aumentos. Tayná Biazus