22 de setembro de 2020
Campo Grande 27º 18º

POLÊMICA

Empresários e mãe dizem que ela apanhava do pai e que TVI mentiu

Empresários fizeram vídeo mostrando uma segunda versão da história que envolveu a família Benites na Capital

Heryc Benites, de 25 anos, Kelvyn Benites, de 27 anos, sócios, administradores e donos da marca de empresa New Old Multimarcas de roupas, calçados e barbearia em Campo Grande, fizeram vídeo junto com a mãe da dupla, “Márcia Cavalcante”, em que contestam a versão do tio de 47 anos (Cleber Benites) e avô de 74 anos (Lucas Benites), também empresários, donos da Auto Peças Cacique. A família ganhou destaque na mídia após confusão e trocas de agressões em frente a uma casa, na Rua Valência, na Vila Alba, em Campo Grande.

Os empresários e mãe, contam uma outra versão da história narrada pelo tio (Cleber Benites) e pelo avô (Lucas Benites). A mãe da dupla chega a dizer que ela sofreu por 26 anos violência praticada pelo pai dos jovens “Francis Benites”, que conforme os próprios empresários estaria sob suspeita do crime de estelionato.

Kelvyn contesta no vídeo, reportagem da TV Interativa, da Rede Bandeirantes feita pelo repórter Silvio Ferreira, de que a caminhonete vista no vídeo tinha placas adulteradas e seria de um veículo roubado. Kelvyn mostra em aplicativo no celular que a denúncia relacionada a placa ‘QAP – 3361’, não constam problemas ou alertas de produto roubado. Eles chegam a acusar a TV de ter repercutido material jornalístico “comprado”.

O MS Notícias, entrou em contato com a TV Interativa que rebateu as acusações feitas pelos jovens e disse que 'em todas as matérias feitas pela TV foram enviados solicitações de respostas aos envolvidos', mas que nenhuma delas tiveram respostas. “O jornalista foi munido por fontes policiais de que o veículo estava andando com placa adulteradas, – produto de apuração jornalística. A senhora [Márcia] fala no vídeo que a casa é dela, mas a casa não é dela. Tivemos contato com a escritura que mostra que o imóvel está no nome do avô [Lucas Benites]. O que ela mostra ali, é o direito concedido de uso do imóvel, por ela ter alegado a Justiça que não tinha onde morar. No então ela mesma afirma que está alugando o imóvel. Sempre encaminhamos solicitação para eles poderem falar, mas eles não quiseram falar. Estamos trabalhando de forma clara, estávamos citando a parte da agressão que não tem justificativa”, respondeu a TVI, por meio de sua assessoria de imprensa. 

VEJA O VÍDEO

O MS Notícias ligou na New Old Clothes and Barber, com a intenção de ouvir a mãe dos donos. No entanto, até o momento da publicação desta reportagem o site teve retorno.