24 de novembro de 2020
Campo Grande 35º 21º

CRÍTICA

'Mal feito, pouco confiável e inútil', diz Heleno sobre livro "Tormenta"

Obra fala em possível demissão do ministro de Justiça e Segurança, Sérgio Moro. Chefe do GSI diz que objetivo da autora é fomentar a discórdia

“O texto é a cara dela: mal feito, pouco confiável e inútil, sob qualquer aspecto”, afirmou na quinta-feira (16) o ministro chefe do GSI (Gabinete de Segurança Institucional), general Augusto Heleno, sobre o livro “Tormenta”.

A obra, que será lançada na semana que vem, fala na demissão do ministro de Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro. Escrito pela jornalista Thaís Oyama, o livro diz que Jair Bolsonaro cogitou a demissão de Moro em 2019, mas foi despersuadido por Heleno.

Hoje, o ministro rebateu as críticas e disse que a autora “é medíocre e desapegada a verdade” e que o objtivo da jornalista "é fomentar a discórdia entre membros do governo".