02 de dezembro de 2020
Campo Grande 33º 23º

ABUSO

Procon atende denúncias e notifica empresas sobre placas do Mercosul

Levantamentos mostram que os preços mais elevados estão MS

O Procon de Mato Grosso do Sul realizou uma pesquisa para verificar possíveis abusos de preços das novas placas de identificação veicular do modelo Mercosul, que passa a ser exigida em Mato Grosso do Sul a partir desta segunda-feira (3).

O órgão notificou as quatro empresas a prestarem esclarecimentos a respeito dos valores cobrados e sobre a qualidade dos serviços, atendendo, inclusive, a denúncias de consumidores.

As empresas notificadas, tem dez dias corridos para prestarem esclarecimentos detalhados de preços. Levantamentos realizados em outros estados demonstra que, os preços estão mais elevados em Mato Grosso do Sul.

Enquanto no estado os valores do par da placa do Mercosul oscilam entre R$ 280,00 a R$ 300,00, no Paraná a variação vai de R$ 160,00 a R$ 200,00. No Mato Grosso vai de R$ 200,00 a R$ 230,00, em Santa Catarina os custos são de R$ 200,00, no Rio de Janeiro de R$ 179,00 e São Paulo R$ 250,00.

A substituição das placas passa a ser obrigatória nos casos de primeiro emplacamento, mudança de categoria, transferência de titularidade, mudança de unidade federativa, roubo, furto, dano ou extravio da placa. Em Mato Grosso do Sul seis empresas estão credenciadas para realizar o serviço, sendo quatro na Capital e duas em cidades do interior, em Dourados e Três Lagoas.