26 de janeiro de 2021
Campo Grande 30º 21º

"Cidade da Lona" avança em quatro pontos de Dourados

Uma série de invasões de áreas públicas e de proteção ambiental está acontecendo desde o inicio da semana passada em Dourados. No final da tarde de ontem a quarta área foi ocupada por dezenas de famílias que montaram seus barracos em menos de duas horas. page 2 Dourados transformou-se numa verdadeira “Cidade de Lona” a pouco menos de três quilômetros da Praça Antonio João no centro. Nem mesmo a decisão do juiz da sexta vara civil José Domingues Filho que determinou a desocupação está impedindo os sem teto que permanecem na área e estão invadindo outros locais. O prazo dado pela Justiça para a desocupação termina na sexta-feira, dia 24, quando poderá ser usada a força policial para que a desocupação aconteça. Na manhã de terça-feira, o prefeito Murilo Zauith (PSB) reuniu-se com uma comissão de invasores para discutir a questão. Murilo disse que não pode fazer nada com relação à decisão justiça, mas se comprometeu a fazer um cadastramento das famílias invasoras para incluí-las nos programas habitacionais da prefeitura. Mais de trezentas famílias estão morando em barracos de lona onde deveria ser construída o Residencial estrela Guassu, na sede do antigo Clube Atlético Douradense (CAD), no Parque do Lago e em frente ao bairros Ipê Roxo e Estrela Porã. Conforme o despacho do juiz José Domingues Filho, da 6ª Vara Cível, os oficiais de justiça têm até dia 24 para notificar os invasores para deixarem a área. Caso não deixem os terrenos o programa poderá se agravar porque estas famílias não têm para onde ir, já que a maioria delas levaram para o acampamento todos os seus pertences e várias até construíram barracos de alvenaria. page               page 3 Nicanor Coelho, de Dourados