27 de novembro de 2020
Campo Grande 35º 23º

Cofre Amigo

Iunes dispensa outra licitação para empresa da capital faturar R$ 2 milhões

Endereço é de um salão vazio e dono do negócio mora em Terenos e tentou até ser vereador

Com o número 25654 Leandro de Almeida Moraes até chegou a ser relacionado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) como candidato pelo DEM à Câmara Municipal de Terenos. Mas não levou adiante o projeto de ser vereador. Buscou então um caminho que imaginou ser mais compensador, o de empresário. E deu certo, sobretudo depois que caiu nas graças de uma cliente muito especial: a Prefeitura de Corumbá, com a qual fez um dos negócios mais rentáveis de seu empreendimento até agora, em dias de crise com a pandemia do coronavírus.

Leandro é o dono da Império Comércio de Produtos Hospitalares, empresa que acaba de abocanhar sem maiores esforços um contrato superior a R$ 2 milhões com a prefeitura corumbaense. Bastou apresentar a documentação básica e aguardar que o negócio fosse consumado. Não passou pelo contratempo de enfrentar concorrência porque o prefeito Marcelo Iunes (PSDB), a exemplo de transações anteriores, organizou um processo de compra rápida, sem o procedimento licitatório.

DISPENSA - O Diário Oficial 10.147, de 15 de abril deste ano, à página 103, publicou o Aviso de Ratificação/Dispensa de Licitação - Processo 9260/2020, da Secretaria Municipal de Saúde, com data de oito de abril. É a contratação emergencial de materiais de consumo -suprimentos de Equipamentos de Proteção Individual (EPI) para atendimento ao enfrentamento do Covid-19 -, “para atender aos pacientes da rede municipal de saúde, conforme recomendação no parecer jurídico 28/20, referente à contratação da empresa Império Comércio de Produtos Hospitalares Eireli” pelo valor de R$ 2 milhões 028 mil 640, com vigência contratual de 180 dias.

Essa empresa está localizada na Rua Pontalina, 48, Bairro Santo Eugênio, em Campo Grande. No endereço, há um salão vazio. Os registros comerciais informam que o dono é Leandro de Almeida Moraes, um cidadão que mora em Terenos, onde tentou ingressar na política candidatando-se a vereador. Porém, renunciou ao projeto e abraçou de vez a iniciativa privada.

O prefeito Marcelo Iunes já havia beneficiado uma empresa de seu próprio irmão em um contrato sem licitação para serviços e exames de saúde. E agora, com conrato que ganhou para tornar-se fornecedor da quarta maior prefeitura do Estado em arrecadação, Leandro Almeida Moraes deve estar agradecendo à sua estrela da sorte. Afinal, não precisou ser parente do prefeito – como o irmão de Marcelo Iunes – para ganhar uma licitação sendo concorrente de si mesmo e faturar mais de R$ 2 milhões no meio de uma das maiores crises da história.