01 de outubro de 2020
Campo Grande 41º 22º

Barbosa permite que Genoino cumpra pena em regime domiciliar

O presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Joaquim Barbosa, decidiu há pouco que o deputado licenciado José Genoíno (PT-SP) poderá cumprir sua pena em casa ou no hospital. A decisão é provisória, até que saia o laudo da junta médica composta por três cardiologistas do HUB (Hospital Universitário de Brasília) que irão examiná-lo.A decisão foi tomada logo após Genoino ter passado mal hoje, no início da tarde, na Penitenciária da Papuda, em Brasília. O deputado foi transferido para o Instituto de Cardiologia do Distrito Federal (IC-DF), no Hospital das Forças Armadas (HFA). Genoino está entre os 11 condenados no processo do mensalão, pelo Supremo Tribunal Federal (STF), presos na Papuda. De acordo com o advogado de Genoino, Luiz Fernando Pacheco, a suspeita é que o parlamentar tenha sofrido um enfarto. O IC-DF confirmou que ele foi internado no início da tarde, mas não há previsão de boletim médico. Segundo a defesa de Genoino, desde que ele foi transferido para Brasília, no último sábado, o parlamentar tem passado mal. Pacheco afirma que o estado de saúde do parlamentar “é bastante delicado e inspira cuidados”. De acordo com o advogado, segundo o laudo do IML, a cirurgia cardíaca a que Genoino foi submetido quando retirou parte da artéria aorta o deixou fragilizado. Por isso, o deputado necessitaria de recomendações médicas especiais, como uso de uma série de remédios, como anticoagulantes, e de cuidados em local mais apropriado e não a penitenciária. Segundo laudo, Geonino tem cuspido sangue nos últimos dias. Heloísa Lazarini