25 de junho de 2021
Campo Grande 30º 19º

Menos de 24 horas

22 mil pessoas já assinaram petição pública para impedir Toffoli de julgar ações da Lava Jato

A- A+

Internautas de todo o Brasil instituíram, na tarde ontem um abaixo-assinado virtual contra a transferência do ministro Dias Toffoli da Primeira para a Segunda Turma do STF (Supremo Tribunal Federal).

Os internautas querem evitar que Toffoli julgue as eventuais ações penais decorrentes da Operação Lava Jato. Toffoli, é conhecido por sua ligação com Dilma e com PT, ele foi advogado do partido, e sua atuação favorável ao PT no julgamento das ações penais do mensalão.

Em pouco menos de seis horas, a petição pública contra a decisão do STF chegou a quase sete mil assinaturas. Os organizadores do protesto alegam que o ministro não tem isonomia suficiente para julgar eventuais petistas envolvidos no escândalo da Petrobras.

Toffoli pediu, na última terça-feira, transferência da Primeira para a Segunda Turma na noite de terça-feira, que foi deferido pelo presidente do STF, Ricardo Lewandowski.

Antes do deferir o pedido, o presidente do STF perguntou ao ministro Marco Aurélio Mello, integrante mais antigo da Primeira Turma, se ele gostaria de se transferir para Segunda Turma, pois de acordo com o Regimento do STF, a preferência na movimentação é do ministro mais antigo, Marco Aurélio, no entanto, não aceitou. 

Depois de conseguir sua transferência, Tóffoli se reuniu com a presidente Dilma Rousseff (PT). Oficialmente, o encontro teve como objetivo discutir um projeto elaborado pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral) do qual Toffoli é presidente, mas nos bastidores em Brasília a notícias é que Toffoli e Dilma conversaram sobre a Lava Jato.

Para acessar petição pública acesse link: http://www.peticaopublica.com.br/pview.aspx?pi=BR80162