10 de agosto de 2020
Campo Grande 32º 19º

Alan Diógenes

Na manhã de hoje (28), os vereadores petistas da Capital, Diretoria Executiva do PT e os secretários municipais, se reuniram para discutir os pontos exigidos pelo partido para permanecer na base de sustentação do prefeito de Campo Grande Alcides Bernal (PP).

Estiveram presentes na reunião os vereadores Alex do PT, Zeca do PT e Ayrton Araújo; o presidente municipal e estadual, Gildo de Oliveira, e Marcus Garcia, respectivamente, e os secretários Semy Ferraz (Obras) e Thais Helena (Assistência Social).

De acordo com o vereador Ayrton Araújo, durante a reunião o partido não pediu nenhuma vaga. Para ele a declaração que vem saindo na imprensa sobre uma possível “chantagem” do PT em relação ao prefeito Alcides Bernal é infundada. “Não estamos reivindicando nenhuma vaga, essas notícias publicadas num veículo da Capital são “mentirosas”. Esse veículo que vem jogando o PT contra o Bernal e expondo o partido não tem fontes confiáveis”, comenta Ayrton.

Segundo o vereador, a única cobrança que o partido tem feito à Bernal, é a nomeação de um articulador político que o ajude a salvar seu mandato e permanecer na administração da Capital. Três nomes já foram apontados pelo prefeito para ocupar o cargo de secretário de estado, são eles: o ex-vereador Athayde Nery (PPS), o vereador João Rocha (PSDB) e o ex-vereador Pérsio Andrade.

Para Ayrton o ex-vereador Athayde Nery (PPS) é um dos melhores nomes, pois conhece bem a política de Campo Grande. “O Athayde Nery é um experiente político de Campo Grande e um excelente articulador, para mim seria ideal para ajudar o Bernal nesse momento”, ressalta Ayton.

Ainda segundo o vereador, o prazo concedido ao prefeito para aceitar as condições do seu maior aliado, o PT, termina amanhã. Dessa data então, o prefeito terá até noventa dias para apresentar um secretário de governo.