29 de outubro de 2020
Campo Grande 24º 19º

PSDB MS ataca petistas e critica vaquinha feita para ajudar Genoino

VAquinha-genoino2

Petistas de Mato Grosso do Sul comentaram hoje a publicação feita na tarde de ontem na página do diretório regional do PSDB (Partido da Social Democracia Brasileira) MS no Facebook. A postagem faz uma crítica direta ao PT (Partidos dos Trabalhadores) e suas lideranças nacionais, utilizando como base o escândalo nacional que foi o mensalão e a recente vaquinha organizada para ajudar José Genoíno, ex-presidente nacional do partido, a pagar a multa de R$667,5 mil a que foi sentenciado pelo STF (Supremo Tribunal Federal) por prática de crimes de corrupção. O deputado federal Antônio Carlos Biffi (PT) afirma entender com certa naturalidade o posicionamento do PSDB, tendo em vista que ambos são fortes rivais nacionalmente, porém, o deputado pontua que a verdadeira intenção da publicação em ano eleitoral denota intensões ocultas. “Eles querem fazer uma cortina de fumaça pra tentar encobrir o passado deles, pois estão mais sujos que pau de galinheiro com o mensalão mineiro, sem contar a pirataria tucana envolvendo o Daniel Dantas, a privatização da Telesp na época do ex-presidente Fernando Henrique e agora o escândalo do metrô de São Paulo que envolve todos os governos do PSDB. Eles não podem ficar gritando sobre honestidade, pois já se envolveram em muitas coisas erradas e sabem disso”, disse. Igualmente insatisfeito com as alfinetadas tucanas, o deputado petista Amarildo Cruz considerou infeliz a atitude do partido. Amarildo acredita que o real objetivo da publicação é desgastar a imagem dos integrantes do PT, em especial a do senador Delcídio do Amaral, pré-candidato do partido ao governo do Estado nas eleições de outubro. “Esta atitude é lamentável e só pode ter o objetivo de tentar nos prejudicar. Sinto que a maior mágoa deles é que o governo do PT de fato mudou a história desse país, pois é visível que nosso governo foi de longe bem melhor que o deles”, afirma. Sobre o assunto que engloba a charge dos tucanos, o deputado relata estar insatisfeito com os resultados decididos pelo STF no julgamento do mensalão. Segundo ele o julgamento parcial do caso foi uma quebra da Constituição que “culpou sem provas quem hoje está preso”. “Infelizmente o presidente do Supremo, Joaquim Barbosa, tomou partido. É notório que ele é PSDB, quando na verdade deveria ser imparcial. Eles rasgaram a Constituição. Todos sabem da brilhante carreira política do Genoino, que sempre lutou pela democracia, pelo bem do povo e pelo fim da ditadura, além disso, tudo o que ele tem de patrimônio é uma casa financiada, pois se tivesse muitos bens com certeza a mídia já cairia em cima dele”, enfatiza. O ex-governador do Estado, Zeca do PT e o deputado estadual Cabo Almi compactuaram da mesma opinião e afirmaram que troca de farpas nesse momento não contribui para que exista uma eleição sadia e para o bom relacionamento dos partidos mesmo sendo defensores de ideologias distintas. “Acho que isso não contribui em nada pra ninguém e esse fato só mostra que eles não querem uma aliança com o PT nas eleições deste ano, pois esse tipo de comportamento ao invés de aproximar só afasta a possibilidade de uma aliança do PT com o PSDB”, disse Zeca do PT. Veja a postagem publicada ontem na página do PSDB - MS psdb charge Clayton Neves