22 de abril de 2021
Campo Grande 29º 18º

Bernal "frustra" opositores e anuncia reajuste do IPTU 3,01% inferior ao de Olarte

A- A+

O prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP) anunciou durante o sorteio do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) 2015 nesta quarta-feira (4) que o reajuste do imposto para 2016 será de 9,57%., ou seja, 3,01% menor que percentual aprovado pelos vereadores na gestão do prefeito Gilmar Olarte, que foi de 12,58%.

De acordo com Bernal, os valores tiveram como base a atualização do índice IPCA-E (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo - Especial), referente ao período de 2014 a setembro de 2015. “A proposta inicial dos nossos técnicos variavam de 50% a 20%. Eu tomei a decisão de reajustar em 9,67%. Nós entendemos que precisamos resolver os problemas financeiros do nosso município e é importante que o contribuinte saiba que o dinheiro que ele está aplicando será utilizado na sua cidade e é bem investido. Estamos fazendo economias, aportes, reduzindo a máquina para economizar e assim vamos resolver gradativamente os problemas de Campo Grande”, disse o prefeito.

Questionado pelo MS Notícias se o reajuste do IPTU, menor 20% aliviaria a “pressão” do Legislativo, já que vem sofrendo ataques constantes dos vereadores, Bernal aposta que é importante o “clima” de paz, apesar de dois ou três opositores citados por ele, quererem o contrário. “Apesar de alguns vereadores quererem criar atrito, a maioria quer o bem da cidade e quer atuar junto com o prefeito. Esse reajuste é bem inferior ao anterior. Tenho tentado ter uma boa relação com os nossos queridos vereadores e para não permitir qualquer desgaste ou distorção, estamos tomando a iniciativa, sendo claro, equilibrado e queremos uma boa relação com a Câmara”, afirmou Bernal. 

O reajuste do IPTU deve ser confirmado oficialmente nesta quinta-feira (5) com publicação no Diário Oficial de Campo Grande.