21 de outubro de 2020
Campo Grande 29º 21º

Bernal ironiza resultados da CPI da Saúde da Câmara

O prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP), questionou os resultados da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Saúde realizada pela Câmara Municipal. Os comentários foram feitos durante coletiva de imprensa convocada pelo chefe do executivo para mostrar a defesa entregue à comissão processante contra as acusações de improbidade administrativas.

“Cadê a CPI da Saúde? O que aconteceu? Cadê o relatório? Quais foram os indiciados? Teve algum agente político ou ordenador de despesas? Teve algum ex-prefeito (Nelsinho Trad, PMDB) que foi chamado a depor? Campo Grande corre o risco de encerrar o ano com um golpe político”, declarou.

Segundo o prefeito, a comissão processante é uma “fraude” promovida por seus adversários políticos peemedebistas e seu vice-prefeito, Gilmar Olarte (PP), que tem como único objetivo cassá-lo. “Não é direito porque as provas estão aqui. Não é política porque política é defender o município. É politicagem o que estão fazendo”, frisou.

CPI da Saúde – O relatório final da CPI apresentado na última sexta-feira indiciou o médico Adalberto Siufi e o empresário Blener Zan, ex-diretores do Hospital do Câncer Alfredo Abrão; José Carlos Dorsa, ex-diretor do Hospital Universitário, Eva Glória Siufi, médica, irmã de Siufi e Luiz Felipe Terrazas, ex-presidente do Conselho Curador do Hospital do Câncer.

Diana Christie