03 de dezembro de 2020
Campo Grande 34º 23º

VIOLÊNCIA

Bolsonarista que agrediu e gritou com enfermeira trabalha no Governo

Missionário da Igreja Batista Vale do Amanhecer, Renan da Silva Sena 'raivoso' trabalha no Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos

O bolsonarista que agrediu e cuspiu em enfermeiras que faziam uma manifestação pacífica na Praça dos Três Poderes, em Brasília, na última sexta-feira (1º), é funcionário terceirizado do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos. Contudo, Renan da Silva Sena não aparece ou cumpre suas tarefas de trabalho desde março na pasta.

De acordo com reportagem de Flávio Costa, no UOL, o homem é analista de projetos do setor socioeducativo contratado pela empresa G4F Soluções Corporativas Ltda. Esta, por sua vez, tem um contrato com o ministério de Damares Alves no valor de R$ 20 milhões.

A pasta afirmou que pediu a demissão de Sena no dia 23 de abril. Não há, no entanto, nenhuma documentação que prove o ato da demissão.

O vídeo que circula na internet mostra Sena alterado gritando com uma enfermeira irritado por ela estar manifestando contra o presidente, devido as suas declarações polêmicas e falta de gestão de enfrentamento a Covid-19.

A confusão ganham cenário de agressão, quando segundo uma mulher também bolsonarista com uma bandeira, a enfermeira teria gesticulado mostrando “dedo” após o Sena se aproximar gritando. 

Sena e alguns manifestantes participavam de um ato que pedia o fechamento do Supremo Tribunal Federal, entre outras ordens autoritários, como intervenção militar. 

Neste mesmo dia 03 de maio, dia do trabalhador, cerca de 60 profissionais de enfermagem homenageavam pacificamente 55 colegas de profissão mortos por conta da pandemia do coronavírus. Quando foram atacados pelo homem raivoso. 

O servidor do Ministério de Direitos Humanos é missionário da Igreja Batista Vale do Amanhecer. Desde fevereiro, ele também presta serviços à Secretaria Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente. Uma de suas atuações é na execução de medidas destinadas a adolescentes em conflitos com a lei.

VEJA O VÍDEO