05 de agosto de 2020
Campo Grande 31º 16º

Botareli se dirige a DPF para registrar ocorrência

Após ter sido ameaçado de morte, o presidente da Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul), Roberto Botareli, neste momento se dirige a DPF (Delegacia da Polícia Federal) para registrar a ocorrência.

O advogado Luiz Henrique Eloy, explicou que a partir de agora cabe a polícia federal fazer a abertura do inquérito para que sejam iniciadas as investigações e dar os andamentos cabíveis na ação.

O advogado comentou que Botareli poderá escolher se prefere o acompanhamento policial ou que seja incluso no serviço de proteção.

Botareli se dirigia ao MPF (Ministério Público Federal) para impetrar uma ação contra a Acrissul (Associação dos Criadores de Mato Grosso do Sul) e a Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de MS) no momento em que recebeu uma ligação de sua secretária informando que um homem ligou na sede da Fetems se passando por pistoleiro e ameaçando a vida do líder sindical.

O pistoleiro foi identificado como “Maurício Pistoleiro”. Através da ligação a polícia irá tentar identificar o número que entrou em contato ameaçando.

Tayná Biazus e Clayton Neves