20 de junho de 2021
Campo Grande 25º 13º

Política

Capivara encontrada com ferimentos já está sendo atendida e monitorada pela SEMEA

A- A+

No início desta semana, a publicação sobre uma capivara com graves ferimentos na Lagoa Maior, tomou destaque e causou comoção nas redes sociais. À princípio, as imagens do animal machucado dava a impressão de que teria sofrido um acidente.

De imediato, a equipe de saúde animal da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Agronegócio (SEMEA) foi à Lagoa para verificar a denúncia e iniciar o atendimento. De acordo com o técnico Marlon Donadoni, a capivara (macho) foi encontrada em uma rua do bairro Interlagos com vários machucados e escoriações pelo corpo.

"Devido aos ferimentos, o animal tinha dificuldade em se locomover, sendo então possível identificar as lesões. Na verdade, ele foi agredido por outros machos em grupos, sendo isso muito comum nesta época de reprodução em que cada grupo possui apenas um macho dominador", explicou.

Nestas condições, a capivara agredida foi levada de volta ao gramado da Lagoa Maior, ficando em um espaço onde não há concentração de outros grupos. A veterinária da SEMEA, Andréia Santana, descreveu o procedimento adotado no tratamento, "a partir do momento em que a deixamos em segurança, iniciamos os cuidados nas lesões com aplicação de cicatrizantes e analgésicos. Ela está sendo monitorada diariamente e está melhorando", ponderou.

Assim como em outras ocasiões, o monitoramento consiste em acompanhar o animal ferido, observar se está reagindo bem aos medicamentos, se locomovendo e se alimentando bem. Caso apresente alguma piora, a capivara é encaminhada a um centro especializado em cuidado animal.

SERVIÇO

As capivaras já fazem parte do dia-a-dia do três-lagoense e do cenário natural da Lagoa Maior. Caso o cidadão identifique alguma capivara vítima de acidente de qualquer natureza ou agressão, pode comunicar a SEMEA, pelo telefone (67) 3929-1248 ou 3929-1249.