21 de outubro de 2021
Campo Grande 31º 17º

Troca troca

Cardozo deixa Ministério da Justiça para assumir Advocacia Geral da União

A- A+

O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, deixa Ministério da Justiça para assumir Advocacia Geral da União (AGU) no lugar de Luís Inácio Adams. A informação ainda não confirmada oficialmente, porém, já se sabe que a presidente Dilma Rousseff (PT) convidou o procurador baiano Wellignton César para assumir ministério.

César é ligado ao ministro Jaques Wagner, titular da Casa Civil. O procurador foi chamado ao Palácio do Planalto nesta segunda-feira (29) para oficializar processo. Conforme informações divulgadas pelo jornal Folha da São Paulo, a presidente Dilma deve fazer anúncio oficial da mudança ainda hoje.

Cardozo foi alvo de diversas críticas, enquanto foi ministro da Justiça, em especial dos produtores rurais de Mato Grosso do Sul diante da demora do governo federal em resolver demarcação de terras indígenas no Estado principalmente o caso da fazenda Buriti, em Sidrolândia. O ministro chegou a oferecer pagamento de R$ 87 milhões pela propriedade, porém, segundo proprietários o valor supera R$ 100 milhões. O impasse da Buriti, desde reintegração de posse da fazenda que provocou morte do índio terena Oziel Gabriel, em maio de 2013.