21 de abril de 2021
Campo Grande 32º 18º

AGLOMERAÇÃO EM PLENA PANDEMIA

"Contra a estupidez humana não há vacina", diz Freixo sobre mergulho de Bolsonaro

"O mergulho de Bolsonaro na Praia Grande mostra que contra a estupidez humana não há vacina", disse o deputado Federal Marcelo Freixo

A- A+

"O mergulho de Bolsonaro na Praia Grande mostra que contra a estupidez humana não há vacina", disse o deputado Federal Marcelo Freixo, sobre a ação do presidente Jair Bolsonaro (sem-partido), que nesta 6ª-feira (1º.jan.2021) fez um passeio de lancha em Praia Grande, no litoral de São Paulo, onde passou a virada do ano. Durante o passeio, o presidente ao notar um grupo de banhistas, mergulhou no mar na direção do grupo, causando aglomeração. Os banhistas, gritavam "mito" ao contato com o presidente, além de proferirem xingamentos contra o governador de São Paulo, João Doria (PSDB).

No Twitter, "Praia Grande" virou um dos tópicos mais comentados na tarde de hoje. As imagens do mergulho provocaram revolta na internet, por conta dos riscos da aglomeração no contexto da pandemia. No revés, houve aclamação entre os apoiadores de Bolsonaro.

Com o mergulho, Bolsonaro acena novamente para o negacionismo a Covid-19 e quebra a Lei de decreto do Estado de São Paulo (SP) que proíbe aglomerações. O presidente, com o ato, ingnora as quase 195 mil mortes provocadas pelo vírus no Brasil. O país é o único da Terra que ainda não consegue frear os índices de inefcções e mortes provocadas pela doença.  

O Brasil registrou mais de 7,7 milhões de casos de covid-19, de acordo com o primeiro balanço da pandemia de 2021, divulgado nesta 6ª-feira (1°.jan.2021) pelo Ministério da Saúde. Em 24 horas, foram confirmados 24.605 novos registros da doença.

VEJA O VÍDEO