21 de outubro de 2021
Campo Grande 31º 17º

Sumiço

CPI da H1N1 quer lista com nome de todos os vacinados na Capital

A- A+

A CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) que investiga o sumiço de doses da vacina contra H1N1 da rede pública de saúde de Campo Grande aprovou, nesta segunda-feira (27), mais cinco ofícios, entre eles o que solicita, junto à Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), a lista com o nome de todas as pessoas vacinadas contra H1N1, entre os dias 1º de janeiro e 30 de junho deste ano.  

Pede a lista dos funcionários que foram trabalhar no IMTI (Instituto Municipal de Tecnologia da Informação) no dia 23 de maio deste ano, cópia do livro de vacinação da UBSF (Unidade Básica de Saúde da Família) do Serradinho, além de novas informações do delegado Fabiano Nagata, da 1ª Delegacia de Polícia, como cópias de novos depoimentos prestados e o relatório de diligências feitas após as denúncias da Câmara.

Oitivas 

A Comissão Parlamentar de Inquérito faz suas primeiras oitivas na próxima quarta-feira (29), as partir das 15 horas. 

O instituto, sediado em São Paulo e responsável por produzir as vacinas contra a gripe oferecidas na rede pública, será questionado, sobre a declaração do secretário de saúde de Campo Grande, Ivandro Fonseca, que relatou em entrevistas para a imprensa que alguns frascos teriam vindo com oito doses ao invés de dez.

Segundo dados da Sesau, a campanha cobriu 91,24% do público alvo, sobrando 32.381 doses de vacina contra a gripe H1N1 com destinação incerta, de um total de 195 mil doses encaminhadas pelo Ministério da Saúde. Até o momento, Butantan, SES (Secretaria de Estado de Saúde) e Polícia Civil já compartilharam informações com a CPI.

Os vereadores Alex do PT (presidente), Dr. Livio (relator), Chiquinho Telles, Vanderlei Cabeludo e Engenheiro Edson, que fazem parte da CPI, ainda aguardam a confirmação de uma videoconferência no dia 1º de julho, com a coordenadora do Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde, Carla Domingues.