16 de janeiro de 2021
Campo Grande 28º 22º

"Querem requentar boatos", afirma Delcídio sobre acusações de Ildo Sauer

Após a denúncia de Ildo Sauer, ex-diretor de Gás e Energia da Petrobras, que responsabilizou o senador e pré-candidato ao governo do Estado, Delcídio do Amaral (PT), por um prejuízo de mais de U$ 2,5 bilhões à estatal, Delcídio rebateu dizendo que este fato está sendo requentado e o assunto vem desde 2002 e já comprovado ser uma inverdade.

Conforme foi noticiado pela imprensa, Sauer teria sucedido Delcíidio para consertar os “erros e prejuízos realizados”, durante sua gestão. “O Ildo já atacou o Lula, a presidente Dilma Rousseff, A Graça Foster que substitui Ildo e realmente colocou em ordem a diretoria de Gás e Energia”. Para Delcídio, Ildo não foi produtivo ao longo de seu mandato o que ocasionou em sua demissão, e o fato do senador ter sido um de seus opositores, fez com que ele agora, por questões, políticas, se aliasse a adversários de Delcídio para disseminar tais informações. "Eu mesmo sou desafeto dele, eu cheguei a pedir sua cabeça e eu não escondi, isso na tribuna do Senado. Eu não fiquei fazendo almoços em São Paulo com candidatos adversários e com bônus de jornal para criar intriga”, dispara o pré-candidato. Além disso, para Delcídio, a acusação é fato requentado. De acordo com o senador, há 12 anos surgiu essa notícia e o mesmo discurso e caso o assunto fosse “importante”, estaria sendo repercutido  nacionalmente, pois a Petrobras está sendo acompanhada no sei dia-a-dia. Delcídio adjetivou o fato como “viés político”, e admite entender o jogo. Delcídio finalizou o assunto dizendo que novas notícias irão surgir a respeito desse assunto. “ Eu vou dar risada quando chegar essa notícia”. Tayná Biazus e Dany Nascimento