25 de outubro de 2020
Campo Grande 32º 21º

DEM descarta aliança com PMDB e garante apoio a Azambuja

Ao tomar conhecimento de que o PMDB (Partido do Movimento Democrático Brasileiro) pretende procurar o DEM (Democratas) na tentativa de fazer uma coligação em Mato Grosso do Sul, o deputado federal e presidente regional do DEM, Luiz Henrique Mandetta afirmou na tarde de hoje que seu partido caminhará com o PSDB (Partido da Social Democracia Brasileira) e que só o acontecimento de uma excepcionalidade faria o partido mudar de ideia.

“O PMDB teve muito tempo para nos procurar e não procurou. É natural que antes das convenções eles tentem conversar com partidos que declararam apoio a outro partido, na tentativa de conquistar mais aliados até o dia da convenção, mas só uma excepcionalidade faria nosso partido mudar o apoio e acredito que isso não vai ocorrer”.

Mandetta faz questão de ressaltar que a proximidade de seu partido com os tucanos é nítida e que a intenção é seguir a decisão nacional do partido, que optou em caminhar com o pré-candidato a presidente da República, Aécio Neves (PSDB). “Todo mundo percebe nossa proximidade com o pré-candidato ao governo do Estado, Reinaldo Azambuja (PSDB) e vamos continuar com o apoio ao PSDB”.

Questionado sobre o que o PMDB poderia oferecer para convencer o DEM a fazer uma coligação no Estado, Mandetta destaca que a falta de espaço na chapa peemedebista distancia os partidos. “Primeiro temos que levar em consideração que o PMDB não tem muito espaço na chapa proporcional, é um espaço pesado. Eles já declararam desde o início que tinham pré-candidatos próprios na chapa majoritária e não tinham vagas a oferecer aos aliados. Eles declararam também, apoio ao pré-candidato a presidente, Eduardo Campos e nós vamos seguir com o Aécio Neves (PSDB), seguindo a decisão nacional do partido. Não tem muito diálogo entre nosso partido e o PMDB”.

Sobre o grau de parentesco com o pré-candidato ao governo do Estado, Nelson Trad Filho, Mandetta ressalta que política não se mistura com questões familiares e destaca ainda que seu primo é um bom pré-candidato, mas a intenção do DEM é caminhar com os tucanos. “Questões familiares não se misturam com política, o Nelson é um bom pré-candidato, mas nosso partido está mais próximo do Reinaldo e é assim que vamos caminhar nas eleições de 2014”.

De acordo com Mandetta, a convenção do DEM será realizada no dia 27 de junho.

Dany Nascimento