26 de outubro de 2020
Campo Grande 27º 22º

Deputado tucano não acredita que PSDB e PMDB possam se unir no Estado

O presidente regional do PSDB, deputado estadual Márcio Monteiro, afirmou hoje pela manhã que considera improvável uma aliança entre seu partido e o PMDB mesmo depois de uma reunião de quase duas horas entre os dois partidos na última segunda-feira.O impasse está justamente na dificuldade do PMDB em ceder espaço para os tucanos. O deputado federal Reinaldo Azambuja (PSDB) afirmou por diversas vezes que não irá abrir mão de uma candidatura ao Senado ou ao governo do Estado até porque seu partido necessita de um nome forte como o dele nas ruas fazendo campanha para angariar votos para o candidato à presidência tucano, o senador Aécio Neves (MG). Por outro lado, o PMDB de Nelsinho Trad não pretende abrir mão de disputar o Senado e o governo do Estado. Segundo Monteiro, ele sentiu grande dificuldade por parte do Nelsinho quando ambos tocaram no assunto. "Senti o Nelsinho muito resistente em relação à possibilidade de o PMDB abrir mão da vaga do Senado ou do governo", afirmou Monteiro. Já o presidente estadual do PMDB, deputado Junior Mochi, considerou a reunião positiva. " Este é um momento crítico e todos os partidos estão se reunindo, então nós estamos também fazendo a nossa parte", afirmou. Em entrevista ao MS Notícias, Nelsinho afirmou que o PMDB está tranquilo em relação à disputa eleitoral tanto para Senado quanto para governo porque possui nomes muito fortes, como o dele próprio, o do governador André Puccinelli e o da vice-governadora Simone Tebet. Heloísa Lazarini  e Dany Nascimento